Gran Premio Enor 2020 ex aequo

Hotel Rural Casa do Rio

Castelo Melhor, Vila Nova de Foz Côa

Menos é Mais Arquitectos

 

Equipa:

Inês Mesquita, Cristina Maximino (arquitectura), Eulália Soares (Newton-C) (estruturas, acondicionamento acústico), Francisco Reis (Newton-C) (instalações), Maria da Luz (Afa Consult) (instalações), Raul Bessa (GET) (instalações)

 

Fotografías:

José Campos
Francisco Vieira de Campos
 
 
 

Construir sem tocar
 
Do lugar:
A topografia acidentada e o Rio Douro marcam fisicamente os limites da paisagem, e das vistas. O sítio, um vale ingreme com laranjeiras plantadas em socalcos e uma linha de água sazonal, são as condicionantes para a implantação da nova construção. Pretendeu-se garantir a conservação e preservação dos processos naturais e biológicos indispensáveis aos ecossistemas existentes.
 

 

Do programa:
O pedido de um pequeno equipamento para agroturismo construído em madeira num sistema modular. Quinze módulos com a dimensão de
(6,60 × 3,30 m), geram o contentor para os espaços necessários à sua funcionalidade e conforto interior. Os espaços exteriores, em forma de varandas e alpendres corridos garantem os acessos e as circulações, bem como, a protecção contra os raios solares e as intempéries. Por baixo, a suportar toda a construção em madeira, encontra-se um chassi metálico que se apoia em dois “pilares” revestidos com a pedra local que vencem um vão de 13 m ao centro, e duas consolas simétricas de 6,60 m de cada lado. Estes pilares, com espaço no interior, albergam todas as zonas técnicas e de serviços necessários.
 

 

Da ideia:
O sítio impôs as regras. As regras impõem deixar o vale “quase” intocável. Uma estrutura suspensa, apoiada somente em dois pontos garantem o impacto mínimo com o solo. O desenho procurou sintetizar nas proporções mais correcta do espaço, o rigor das métricas pré-estabelecidas, as cargas admissíveis, a sistematização dos detalhes, e essencialmente a coerência na utilização dos materiais. O objecto arquitectónico procurou aproximar-se ao conceito de “ponte”, ao conceito de infra-estrutura.

 


 
 

© 2014. Grupo Ascensores Enor